RMB - Vivenciando as mudanças da vida. Vá agora para a nova RMB! rpgmakerbrasil.net!


    [Tutorial] Como criar um Verdadeiro Roteiro

    Compartilhe
    avatar
    RafaelSOPA
    Veterano
    Veterano

    Masculino Mensagens : 339
    Experiência : 3212
    Reputação : 53
    - : MelhorTópico - Oscar 2010

    [Tutorial] Como criar um Verdadeiro Roteiro

    Mensagem por RafaelSOPA em Seg Jun 11, 2012 2:17 pm

    Como criar um Verdadeiro Roteiro

    1. Roteiro

    O roteiro é uma planta para construção do jogo. Todo projeto tem um roteiro, mesmo que ele não seja escrito, na mente do autor existe uma história a ser seguida. O legal de ter ele escrito, é que não corre o risco de ser esquecido e qualquer alteração pode ser feita e visto, como que ficou depois e se existe alguma incoerência. Mas o que tem e o que não tem no roteiro?

    1.1 Como eu posso iniciar?
    Na verdade, o início você até já tem. Falamos que se começa pelo herói, e é literalmente isso.
    Um guerreiro, que vive na vila a uns sete anos está rumo a cidade. Mas por quê? O que fez ele sair daquela tranqüila vila e ir à cidade? Você já tem o motivo pelo qual o herói existe, certo, agora você precisa de um motivo para ele continuar existindo. Ele não resolveu de uma hora para outra ir atrás de alguém ou de algo. Curiosidade ou vingança? Destino ou coincidência? Isso somente você pode me dizer.

    1.2 E o que mais acontece?
    Ainda é muito cedo para chegar ao finalmente e terminar a história. Que graça teria, simplesmente sair de uma vila e pegar o tesouro tão cobiçado?
    É preciso que hajam enigmas, passagens secretas, inimigos, missões e outros inconvenientes que faz com que o jogo dure. Mas não se pode colocar qualquer coisa, tem que ter uma, digamos, história. Muitos colocam monstros no meio do caminho entre cidades, mas fica uma pergunta no ar: de onde saíram esses monstros? Foi um maléfico mago que os libertaram, vieram das profundezas do mar ou quem sabe caíram de uma chuva de meteoritos.
    Pense como se fosse o diretor de um filme. Certamente o filme terá um começo e um fim, certo? Mas ele não dura somente 30 ou 40 minutos, são cerca de longas três horas, e a história do filme tem que te manter sentado no sofá e acordado por todo esse tempo. Então é preciso que ele adicione ao roteiro, o suspense para deixar o público curioso pelo próximo minuto, a ação para dar uma acordada naquele dorminhoco, e nada melhor que a comédia que faz o povo descontrair. Os jogos também são assim!
    Incremente seu projeto com tudo que pode atrair os jogadores por mais um tempinho, mas vá com calma. Por exemplo, um jogo tipo “Resident Evil” não vai fazer ninguém rir, tampouco um “Super Mario World” fazer alguém chorar. Coloque cada evento no seu jogo cuidadosamente, de modo que encaixe perfeitamente do jeito que você quer calibre muito bem as doses e equilibre-os durante todo o jogo, não coloque atrações demais no começo e pouquíssimas no final.

    1.3 Um final feliz ou um triste?
    O momento mais esperado do game é o final, certo? Por isso não pode ser de qualquer jeito, tem que ser algo monumental, e valer a pena jogar horas e horas. É a hora em que você finalmente pode colocar um ponto, naquela história que foi tão difícil desenvolver.
    Primeiramente, o final tem que resolver o problema que o herói correu atrás durante todo o jogo. O personagem não vai escapar de armadilhas, de ruínas ancestrais e matar os oponentes mais estranhos, para morrer no final com uma paulada nas costas, não é mesmo?
    Muitas vezes, a morte de um personagem muito ligado ao herói (final trágico e que muitos discordam), pode ser colocada para dar sentido à história. Por exemplo, podemos citar o típico final em que o herói protege uma bela moça, aí vem alguém e a mata, deixando o herói super furioso, e forte o suficiente para matar o último chefão.
    Ou podemos recompensar o jogador com o belo sentimento de ter salvado milhares de vidas, após matar um poderoso mago que reinava o mundo pelo medo.
    Aqui nós devemos sim, justificar o fim pelos meios, e se possível, pelo começo também. Antes de desenvolver o fim, é necessário re-analisar as outras partes, para conferir se existe sentido, e às vezes perguntar a mais alguém: muitas vezes nossa empolgação é tanta que não distinguimos falhas que para o público são óbvias.

    1.4 Meu roteiro está pronto?
    Ora, se o início, o meio, e o fim estão com coerência entre si, não vejo por que não. Porém, um método bastante eficaz de conferir se o roteiro está supimpa, é escrevendo-o como se fosse uma história, e lendo-a tranquilamente. Depois olhe o seguinte:
    Alguma coisa aparece ou some, sem um por quê? Seu herói esta indo a um lugar sem um motivo? Pense como se essa história se passasse no nosso mundo, e que o herói fosse uma pessoa normal, mas escolhida. Se você confia que o roteiro esta perfeitamente compreensível, é a hora de abrir o RPG Maker!
    avatar
    Lhu!
    Colaborador
    Colaborador

    Masculino Mensagens : 167
    Experiência : 2278
    Reputação : 20
    - : Nada :) - : nada :)

    Re: [Tutorial] Como criar um Verdadeiro Roteiro

    Mensagem por Lhu! em Ter Jun 12, 2012 2:53 am

    Hum muito bom novamente ^^.

      Data/hora atual: Dom Fev 25, 2018 9:00 am